Reabilitação minimamente invasiva de dente vital extensamente destruído, utilizando o sistema CAD/CAM

Por Administrador

Edição V17N03 | Ano 2020 | Editorial Caso Clínico | Páginas 100 até 113

Alana Pinto Caroso Souza, Renato Piai Pereira, Adriana Oliveira Carvalho

Objetivos: A restauração de dentes vitais com extensa destruição coronária é um desafio para a Odontologia moderna. O tratamento mais usual para esse tipo de caso é a utilização de retenção mecânica por meio do uso de retentores intrarradiculares, como pinos de fibra de vidro, após terapia endodôntica seguida pela instalação de uma restauração indireta. No entanto, abordagens mais recentes propuseram tratamentos mais conservadores, devido aos avanços na Odontologia Adesiva aliados à utilização de preparos minimamente invasivos, os quais evitaram uma redução da resistência à fratura dos remanescentes dentários. Relato do caso: O presente artigo descreve um relato de caso clínico envolvendo a reabilitação de um dente vital extensamente destruído. Paciente do sexo feminino, 63 anos de idade; ao exame clínico e radiográfico, constatou-se uma extensa fratura coronária da unidade dentária #17, sem comprometimento pulpar e/ou periodontal. Resultados: Foi realizada uma restauração indireta minimamente invasiva em dissilicato de lítio, confeccionada pelo sistema CAD/CAM, em sessão única, sem a necessidade da realização de um desgaste adicional e, principalmente, sem uso de retentores intrarradiculares. O tratamento proposto esteve em acompanhamento por dois anos e apresentou boa evolução. Conclusão: Restaurações indiretas minimamente invasivas confeccionadas pelo sistema CAD/CAM aliadas a uma adequada técnica adesiva são uma alternativa efetiva, conservadora e estética para restaurar dentes posteriores vitais extensamente destruídos.

Cerâmica. Coroa do dente. Restauração dentária permanente. Estética dentária.

Souza APC, Pereira RP, Carvalho AO. Minimally invasive rehabilitation of an extensively damaged vital tooth using the CAD/CAM system. J Clin Dent Res. 2020 Sept-Dec;17(3):100-13.