Importância clínica, ética e legal das informações prestadas ao paciente no pós-tratamento restaurador

Por Administrador

Edição V13N02 | Ano 2016 | Editorial Artigo Inédito | Páginas 60 até 68

Lívia Graziele Rodrigues, João Batista de Souza, Mauro Machado do Prado, Rogério Vieira Reges e Rhonan Ferreira Silva

Introdução: apesar da evolução na qualidade das resinas compostas, as restaurações dentárias, assim como outros procedimentos odontológicos, não estão isentas de falhas, seja por causa da condição biológica do paciente ou por inobservância técnica do profissional. Objetivo: identificar fatores que podem resultar no insucesso clínico de restaurações dentárias estéticas diretas, por meio de revisão de literatura; discutir os aspectos éticos e legais inerentes ao tema, e propor um modelo de orientações pós-tratamento restaurador que possa ser utilizado na prática clínica. Discussão: o insucesso da Odontologia Restauradora depende da condição biológica do paciente e da conduta clínica do cirurgião-dentista, que podem levar a um resultado negativo para o tratamento. É dever do profissional informar o paciente sobre o tratamento a ser realizado, bem como as observações do pós-tratamento, para que aconteçam da melhor forma possível. Segundo o Código de Ética Odontológica e o Código de Defesa do Consumidor, foi proposto um modelo de orientações pós-tratamento restaurador. Conclusão: nesse sentido, ressalta-se a importância da orientação do paciente por parte do cirurgião-dentista, independentemente da complexidade do procedimento executado, pois essas informações têm a finalidade de resguardar a saúde do paciente, assim como respaldar o profissional em processos judiciais.

Rodrigues LG, Souza JB, Prado MM, Reges RV, Silva RF. Clinical, ethical and legal importance of post-therapeutic information provided to patients in restorative dental treatment. J Clin Dent Res. 2016 Apr-June;13(2):60-8. DOI: http://dx.doi.org/10.14436/2447-911x.13.2.060-068.oar