Traumatismo dentário na adolescência x atividade física. Como orientar e prevenir?

Por Administrador

Edição V12N03 | Ano 2015 | Editorial Artigo Inédito | Páginas 56 até 60

Rudá França Moreira, Rossana Gomes Figueiredo, Hindra Colodetti, Mauro Sayão de Miranda

Objetivo: apresentar os possíveis traumas dentários, os danos psicossociais que podem acometer o adolescente lesionado e os benefícios do uso de protetores bucais na prática esportiva. Métodos: revisão de artigos relacionados ao traumatismo dentário causado pela prática esportiva. De acordo com os artigos revisados, na maioria das vezes, o traumatismo acomete crianças e adolescentes, podendo ser origem de problemas sociais, psicológicos, comportamentais, funcionais e estéticos. Medidas preventivas devem ser adotadas para reduzir as consequências e a gravidade dos traumas. A principal medida preventiva é a utilização de protetores bucais. Conclusão: o traumatismo dentário é um problema grave, devendo, portanto, ser considerado uma situação de urgência. Requer atendimento rápido e especializado, não somente pelos problemas físicos, imediatos e tardios, que o trauma pode ocasionar, mas também pelo envolvimento emocional na vida da criança e de seus acompanhantes. Os danos causados podem interferir psicologicamente e socialmente no adolescente acometido, sendo o tratamento e o acompanhamento odontológico desses pacientes difícil e de prognóstico duvidoso. Assim, a prevenção dessas lesões apresenta-se como a melhor forma de controlar esse problema de saúde publica.

Moreira RF, Figueiredo RG, Colodetti H, Miranda MS. Traumatismo dentário na adolescência x atividade física. Como orientar e prevenir? Rev Dental Press Estét. 2015 jul-set;12(3):56-60.