Tratamentos estéticos conservadores para o fechamento de diastemas: resinas compostas e cerâmicas odontológicas

Por Administrador

Edição V10N04 | Ano 2013 | Editorial Caso Clínico | Páginas 94 até 106

Sylvio Angrisani Neto, Marcelo Agnoletti Pereira, Leonardo Fernandes da Cunha, Paula Pontes Garcia

Os diastemas dentários são corriqueiros nas clínicas e podem apresentar diferentes formas de tratamento. Diversos fatores devem ser ponderados na decisão do tratamento, como, por exemplo, a idade do paciente, a conservação de estrutura dentária, reversibilidade do tratamento, tempo, custo e longevidade. As resinas compostas têm sido, há muitos anos, uma opção interessante para esses casos. Mais recentemente, as “lentes de contato” dentárias também têm apresentado bons resultados. Assim, o presente trabalho demonstra por meio de um caso clínico a possibilidade de, inicialmente, se utilizar resina composta e, posteriormente, dar-se à substituição pelas restaurações cerâmicas minimamente invasivas.