ScanWhite: método objetivo para avaliação do nível de clareamento dentário

Por Administrador

Edição V09N03 | Ano 2012 | Editorial Artigo Inédito | Páginas 48 até 57

Fernando Luis Esteban Florez, Osmir Batista de Oliveira Junior, Diego Rodrigo Correa dos Santos, Fábio Papini Fornazari, Edson Alves de Campos, José Roberto Cury Saad

Introdução: o clareamento dentário pode ser avaliado por meio de técnicas comparativas subjetivas (visual) ou objetivas (instrumental). Essa última tem se mostrado mais adequada para tal tipo de avaliação. Métodos: a avaliação do sistema foi realizada em laboratório, utilizando-se uma câmara digital, escala de cores Vita Classical e três diferentes tipos de iluminação. No total, foram realizadas 480 imagens. Em seguida, o software foi avaliado quanto à sua eficiência clínica. Para tal, foi selecionado um caso de microabrasão complementado com clareamento dentário fotoacelerado. Resultados: os testes laboratoriais com diferentes iluminantes apresentaram resultados similares. Clinicamente, foram observados diferentes níveis de clareamento em cada uma das sessões clínicas realizadas. Discussão: os vários métodos objetivos disponíveis atualmente apresentam diferentes graus de limitação na análise da cor de corpos semitranslúcidos (por exemplo, dentes e materiais dentários). Essas estão relacionadas ao posicionamento e ao sistema de cor utilizado (por exemplo, RGB, CYM) por cada equipamento. Portanto, o método proposto apresenta algumas vantagens em relação aos sistemas objetivos, como a ausência da necessidade de manutenção do posicionamento da amostra ou do paciente, algoritmo calibrador e a geração de gráficos e laudos. Conclusões: as comprovações geradas pelo sistema proposto geram maior conforto e segurança durante o tratamento.