Deve-se avaliar imaginologicamente os dentes escurecidos hígidos antes de serem clareados externamente

Por Administrador

Edição V09N03 | Ano 2012 | Editorial Biologia da Estética | Páginas 128 até 133

Alberto Consolaro, Renata Bianco Consolaro, Leda A, Francischone

O objetivo deste trabalho é chamar a atenção dos clínicos para que avaliem imaginologicamente os dentes hígidos escurecidos antes de serem clareados externamente. O traumatismo dentário do tipo concussão pode induzir, de forma assintomática, a Metamorfose Cálcica da Polpa e/ou a Necrose Pulpar Asséptica, provocando seu escurecimento. Quando não são diagnosticadas antes da clareação externa, podem, depois, ser equivocadamente atribuídas ao procedimento executado. Mas como provar que preexistiam e que não foram causadas pela clareação externa? Apesar da literatura ser clara quando à impossibilidade dessas duas alterações pulpares serem induzidas pela clareação dentária externa, o profissional pode, então, ser acusado de negligência pela falta de diagnóstico prévio no planejamento do procedimento.