Resina composta com baixa contração de polimerização: relato de caso clínico

Por Administrador

Edição V08N03 | Ano 2011 | Editorial Caso Clínico | Páginas 48 até 54

Vânia Lúcia Brito Sena Costa, Carolina Baptista Miranda, Safira Marques de ANDRADE E Silva

Na Odontologia atual, a realização de restaurações em resina composta para dentes posteriores vem sendo amplamente utilizada, devido ao aperfeiçoamento de suas propriedades físico-mecânicas e o apelo estético imposto pela sociedade moderna. No entanto, as resinas compostas convencionais à base de metacrilatos apresentam um problema intrínseco: a contração de polimerização. Essa contração, em torno de 3%, caracteriza-se pela alteração volumétrica proporcionada pela formação das cadeias poliméricas. Esse problema impulsionou pesquisadores e fabricantes na busca de resinas com novas formulações que pudessem reduzir essa contração. O presente artigo tem como objetivo apresentar um caso clínico com a resina composta Filtek P 90 (3M ESPE), cuja matriz resinosa é à base de silorano.