Clareamento em consultório: você prefere indicar com ou sem fonte de luz?

Por Administrador

Edição V07N04 | Ano 2010 | Editorial Ponto de Vista | Páginas 20 até 26

Carlos Eduardo Francci

RAFAEL FRANCISCO LIA MONDELLI Quando tenho a oportunidade de opinar a respeito desse tema, tão interessante e complexo, preciso considerar, principalmente, o dia a dia no consultório do cirurgião-dentista e os comprometimentos para o paciente.