Análise bidimensional de tensões em modelo de segundo pré-molar inferior, reconstruído com pinos de fibra de vidro e de carbono, por meio do método dos elementos finitos

Por Administrador

Edição V07N03 | Ano 2010 | Editorial Artigo Inédito | Páginas 54 até 63

Gilmara Abrão Alves Do Nascimento, Milton Edson Miranda, Pedro Yoshito Noritomi

O objetivo deste trabalho foi analisar comparativamente, pelo Método dos Elementos Finitos, a distribuição de tensões internas em dois modelos bidimensionais de um segundo pré-molar inferior, sem remanescente coronário, em uma vista mesial. A análise foi realizada comparando pinos de fibras de vidro e de carbono, ambos com formato paralelo e escalonado. Foi aplicado um carregamento de 100N, distribuído na superfície da porção coronária do núcleo de resina composta, em sentido longitudinal. A análise dos dados foi realizada com um software específico e os resultados visualizados pelo critério de von Mises. Nas condições “simuladas”, foi possível concluir que: houve uma distribuição de tensões uniforme no interior dos modelos na região da raiz e nos 2/3 inferiores dos pinos, tanto os de fibra de carbono quanto os de fibra de vidro, o que indica que o direcionamento da aplicação de carregamento no sentido longitudinal contribuiu com a uniformidade na distribuição das tensões; no terço superior ocorreram concentrações de tensões nos ângulos das paredes de resina para os dois modelos, provavelmente devido à geometria existente nas regiões referidas; ocorreu uma concentração de tensões nos ângulos da região da porção coronária de resina, com valores quantitativos diferentes para os dois modelos, indicando que as propriedades mecânicas dos pinos interferem na concentração de tensões; uma maior concentração de tensões ocorreu na porção coronária de resina e terço superior do pino de fibra de vidro devido ao fenômeno chamado “stress shielding”.