A Clareação Dentária pode induzir necrose pulpar? Não há fundamentos!

Por Administrador

Edição V07N01 | Ano 2010 | Editorial Biologia da Estética | Páginas 126 até 135

Alberto Consolaro, Leda Francischone, Renata B, Consolaro

O procedimento clínico conhecido como Clareação Dentária Externa tem como objetivo deixar os dentes mais claros, na busca de dentes brancos. Os dentes brancos estão ligados a um forte conceito estético nas relações humanas. No senso comum, dentes brancos significam que estão limpos, saudáveis e, em decorrência, que seu portador tem hábitos alimentares e de higiene adequados. Para um observador atento, os dentes brancos podem ser sinais de cuidado e organização pessoal. Mas, naturalmente, os dentes permanentes são amarelados, com maior ou menor tonalidade. Os agentes clareadores promovem uma opacificação do esmalte, provavelmente por desmineralização, deixando os dentes com a cor mais próxima do branco. Daí, em muitas publicações e no idioma inglês, esse procedimento ser conhecido como branqueamento, e não clareação ou clareamento dentário.