Tratamentos conservadores por meio de microabrasão do esmalte

Por Administrador

Edição V04N03 | Ano 2007 | Editorial Artigo Inédito | Páginas 54 até 63

Adilson Yoshio Furuse, Leonardo Fernandes Da Cunha, Thiago Majolo Valeretto, Rafael Francisco Lia Mondelli, José Mondelli

As pigmentações extrínsecas e as hipoplasias de esmalte, de causa hereditária ou adquirida, apresentam diversos tratamentos descritos na literatura. A microabrasão de esmalte tem sido uma alternativa mais viável, uma vez que, além de apresentar bom resultado estético, é um procedimento rápido e de fácil execução. Contudo, dependendo da profundidade da alteração presente, outras terapias podem ser utilizadas para garantir estética, às expensas de maior desgaste de estrutura dentária. A associação de técnicas pode promover um resultado estético satisfatório na solução de algumas destas alterações, desde que bem planejada, de acordo com a etiologia, intensidade da descoloração e profundidade da lesão, permitindo, assim, a máxima conservação da estrutura dentária. Este trabalho tem o objetivo de apresentar o tratamento de alterações estéticas causadas por manchamento do esmalte, através de microabrasão associada ou não à técnica restauradora.