Avaliação comparativa da resistência à tração entre pinos metálicos (Ni/Cr) e de fibra de vidro cimentados com cimento de ionômero de vidro

Por Administrador

Edição V04N01 | Ano 2007 | Editorial Artigo Clínico | Páginas 109 até 114

Paulo Maurício Batista Da Silva, Ricardo Virgolino Carvalho Da Silva, Andréa Mello De Andrade, Luciana Mendonça Da Silva, Maria Cecília Veronezi

O objetivo deste trabalho foi comparar, in vitro, a força de remoção por tração entre diferentes pinos intrarradiculares cimentados com cimento de ionômero de vidro (Rely X Luting – 3M/ESPE). Foram utilizadas 30 raízes de dentes unirradiculares humanos, tendo seu comprimento e de seus condutos padronizados, e divididos aleatoriamente em três grupos, conforme o tipo dos pinos. Grupo 1: 1 pino principal (Reforpost – Angelus) + 4 pinos acessórios (Reforpin – Angelus), Grupo 2: apenas 1 pino principal (Reforpost – Angelus), Grupo 3 (controle): núcleos metálicos fundidos (Ni/Cr). Os corpos-de-prova foram armazenados em água destilada a 370C por uma semana e submetidos ao teste de remoção por tração em máquina de ensaio universal a uma velocidade de 0,5mm/min. Os resultados foram submetidos ao teste estatístico de Análise de Variância a um critério (ANOVA). As médias obtidas foram: Grupo 1 (46,27 Kgf ± 16,30); Grupo 2 (29,98 Kgf ± 12,07) e o Grupo 3 (38,13 Kgf ± 18,41). Não foram observadas diferenças estatisticamente significantes entre os grupos testados.