Substituição de restaurações estéticas. Enxergamos os limites?

Por Administrador

Edição V03N04 | Ano 2006 | Editorial Artigo Inédito | Páginas 77 até 90

Claudia Cia Worschech

Substituir restaurações estéticas, quer por comprometimento das mesmas, através de lesões cariosas, quer pela pigmentação superficial ou intrínseca da resina, que prejudica a qualidade estética da restauração, é um procedimento bastante executado nos consultórios odontológicos. Reconhecer os limites entre o dente e a restauração é um fator importante para que não haja desgaste desnecessário de estrutura dentária sadia. Indicadores coloridos, inseridos sob as restaurações, poderiam facilitar esse processo. Além disso, a magnificação obtida com o uso do microscópio operatório, sem dúvida, é um recurso imprescindível para que esses limites sejam facilmente determinados e para que o empirismo seja substituído pela clara e nítida visão daquilo que fazemos.