Meios de controle da cor em clareamentos dentários

Por Administrador

Edição V03N03 | Ano 2006 | Editorial Artigo Inédito | Páginas 72 até 84

Cláudia Ângela Maziero Volpato, Luiz Narciso Baratieri, Élito Araújo

Muitos pacientes que possuem dentes escurecidos ou com coloração amarelada gostariam de possuir dentes mais claros. O clareamento dentário tem demonstrado ser uma intervenção estética, que quando realizada dentro de parâmetros corretos, como um adequado diagnóstico, plano de tratamento e um bom controle pré, trans e pós-operatório, pode contribuir com estas situações. A modificação da cor através deste processo é o nosso principal objetivo e, portanto, o monitoramento do seu comportamento torna-se uma importante e necessária etapa do tratamento. Escalas de cores, fotografias digitalizadas, colorímetros e espectrofotômetros têm sido amplamente divulgados e utilizados para este fim. Estes últimos, apesar de despontarem como uma recente tecnologia, auxiliam no controle da cor em clareamentos dentários, bem como na seleção, transmissão e reprodução da cor em restaurações diretas ou indiretas.