Distâncias biológicas gengivais: divinas ou moleculares ?

Por Administrador

Edição V02N02 | Ano 2005 | Editorial Biologia da Estética | Páginas 132 até 133

Alberto Consolaro

Antes de ser arte, a Odontologia é ciência. As proporções entre as partes de nosso corpo até são consideradas divinas ou áureas. Mas, os mecanismos pelos quais são estabelecidas e mantidas podem ser desvendados e utilizados para fins de controle e terapêutica, incluindo-se o restabelecimento de uma estética perdida.