Elevação bilateral de seio maxilar utilizando 100% de biomaterial aloplástico, para posterior reabilitação de maxila atrófica. Follow-up tomográfico de cinco anos

Por Administrador

Edição V09N01 | Ano 2015 | Editorial Artigo Inédito | Páginas 42 até 56

Rodinei Luiz da Silva BUCCO JUNIOR, Tércio Pessoa TABOSA E SILVA, Caio César Leite MIRANDA, Márcia Helena Dutra KOELSCH, Antônio José Bittencourt da ROSA

Introdução: a restauração implantossuportada bem-sucedida passa por um planejamento pré- vio, abordando as variáveis clínicas especíicas para cada caso. Maxilas severamente atróicas representam um desaio para reabilitação com próteses ixas, haja vista que o paciente não possui a quantidade mí- nima necessária de altura óssea na região posterior para a instalação de implantes no local preconizado pelo enceramento diagnóstico. Objetivo: o presente estudo tem como objetivo relatar um caso de reabilitação bucal com prótese total implantossuportada por meio de elevação bilateral de seio maxilar, utilizando 100% de biomaterial aloplástico para posterior instalação de implantes dentários, com cinco anos de follow-up clínico e tomográico. Métodos: a utilização de um substituto ósseo sintético (fosfato de cálcio bifásico) elimina qualquer risco potencial de transmissão de microrganismos e reduz o número de sítios cirúrgicos, haja vista que dispensa a coleta de osso autógeno para enxertia. Como a altura óssea subantral residual chegava a ser inferior a 1mm, um procedimento de elevação de seio maxilar bilateral, por meio da técnica da janela lateral, foi planejado para oito meses antes da instalação de oito implantes, que serviriam de retenção para uma prótese total implantossuportada, a ser instalada 60 dias após a cirurgia de colocação dos implantes. Conclusão: há evidências, tanto na literatura cientíica quanto no caso relatado, que de que a utilização de 100% biomaterial aloplástico para aumento vertical de maxila atróica por meio de levantamento do assoalho do seio maxilar consiste em uma alternativa ao uso do enxerto autógeno, tornando-se uma solução eiciente e de menor morbidade.

Bucco Junior RLS, Tabosa e Silva TP, Miranda CCL, Koelsch MHD, Rosa AJB. Bilateral sinus floor augmentation using 100% alloplastic biomaterial for later rehabilitation of atrophic maxilla. A 5-year tomographic follow-up. Dental Press Implantol. 2015 Jan-Mar;9(1):42-56. doi: http://dx.doi.org/10.14436/2237-650X.9.1.042-056.oar