Avaliação da compatibilidade e adaptação vertical entre implantes e componentes protéticos de diferentes marcas comerciais

Por Administrador

Edição V08N02 | Ano 2014 | Editorial Artigo Inédito | Páginas 40 até 50

Elexsander Baroni Mazieri, Lisia Emi Nishimori, Cleverson de Oliveira da Silva, Fabiano Carlos Marson, Giovani de Oliveira Corrêa

Devido ao grande sucesso dos implantes dentários, esses passaram a estar cada fez mais presentes nos planejamentos de reabilitações bucais. Várias empresas do ramo odontológico produzem implantes e componentes protéticos. Objetivo: avaliar a adaptação entre componentes protéticos e implantes de hexágono externo, padrão Brånemark, quando utilizados intrassistemas e quando utilizados entre sistemas. Métodos: foram utilizados na pesquisa as marcas Signo Vinces, Sin e Conexão. Os implantes foram incluídos em resina acrílica e os componentes protéticos receberam torque de 20N/cm2, conforme recomendação dos fabricantes, mensurado por torquímetro digital, e foram avaliados em microscópio óptico mensurador. Resultados: observou-se que todas as combinações entre as marcas testadas tiveram boas médias de adaptação entre o componente protético e o implante. Ao grupo de maior média foi aferida uma desadaptação de 16,83mm, isso porque uma das seis amostras desse grupo apresentou medidas incompatíveis com as demais, provavelmente devido a uma alteração isolada da amostra. Conclusão: as diferenças na desadaptação não foram estatisticamente significativas e todos os implantes e componentes testados foram considerados compatíveis entre si.

Mazieri EB, Nishimori LE, Silva CO, Marson FC, Corrêa GO. Assessing compatibility and vertical fitting between implants and prosthetic components of different trademarks. Dental Press Implantol. 2014 Apr-June;8(2):40-50.
doi: http://dx.doi.org/10.14436/2237-650X.8.2.040-050.oar