Bisfosfonatos: as restrições atribuídas são opiniões ou evidências científicas?

Por Administrador

Edição V08N02 | Ano 2014 | Editorial Expedientelicações e Aplicações | Páginas 10 até 19

Alberto Consolaro

Os bisfosfonatos causam reações de cuidado e de medo, associadas a polêmicas e controvérsias, quase sempre resultantes de uma falta de conhecimento mais profundo dos mecanismos de ação e da falta de uma avaliação mais criteriosa de seus efeitos colaterais. Nos mecanismos etiopatogênicos da osteonecrose e nas osteomielites nos maxilares, os bisfosfonatos não se encaixam como um dos fatores diretamente envolvidos e com base em evidências cientificas. Suas contraindicações e limitações na prática odontológica, como fator limitante de alguns tratamentos envolvendo o tecido ósseo, estão baseadas, principalmente, em opiniões, casos clínicos e experiências pessoais ou trabalhos experimentais, com algumas falhas no método experimental. Novos estudos são necessários, mas um cuidado importante é se aprofundar no conhecimento da biologia óssea para emitir opiniões e protocolos de conduta na clínica odontológica quanto ao uso bisfosfonatos e suas implicações.

Consolaro A. Bisphosphonates: opinion or scientific-based restrictions? Dental Press Implantol. 2014 Apr-June;8(2):10-9.
doi: http://dx.doi.org/10.14436/2237-650X.8.2.010-019.eaa