Resumos, em português, de artigos publicados em importantes revistas da área de Implantodontia, Prótese e Periodontia de todo o mundo

Por Administrador

Edição V07N04 | Ano 2013 | Editorial Observatório | Páginas 106 até 109

Dario Augusto Oliveira Miranda

Walter C, Dagassan-Berndt DC, Kühl S, Weiger R, Lang NP, Zitzmann NU. Is furcation involvement in maxillary molars a predictor for subsequent bone augmentation prior to implant placement? A pilot study. Clin Oral Implants Res. 2013 Oct 21.Objetivo: o objetivo desse estudo piloto foi analisar a altura óssea interfurcal em relação à possível necessidade de elevação do seio maxilar posterior em pacientes com periodontite avançada e envolvimento de furca do primeiro e/ou segundo molares superiores. Material e Métodos: dezessete pacientes dentados, submetidos a tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) para o diagnóstico pré-operatório detalhado e planejamento de intervenções cirúrgicas em molares superiores periodontalmente envolvidos (17 primeiros e 15 segundos molares), foram consecutivamente recrutados para o estudo. A altura mínima do osso na região interfurcal foi medida a partir da TCFC e relacionado ao envolvimento de furca, osso residual acima das pontas das raízes e a profundidade bolso sondagem clínica (PPD). Resultados: a altura óssea interfurcal mínima foi 4,1 ± 2,6mm, em média, com 75% dos molares superiores com ≤ 6mm e cerca de 60% tendo apenas ≤ 4mm de altura óssea abaixo do assoalho do seio. Um risco aumentado para a altura reduzida do osso interfurcal de ≤ 4 mm era dado quando um PPD residual de ≥ 6mm permanecia em duas ou mais áreas de dentes (OR 0,10; 0,11).