Fatores determinantes para formação e/ou manutenção da papila peri-implantar. Revisão de literatura

Por Administrador

Edição V07N02 | Ano 2013 | Editorial Artigo de Revisão | Páginas 73 até 80

Nádia Polimeno Soares, Angelica Castro Pimentel, Renata Moreira Cançado, Marcello Roberto manzi, Mariana Brozoski, Rubens Camino Junior, Maria da Graça Naclério-Homem

Introdução: a papila interproximal, entre outros requisitos, é considerada fundamental para o sucesso estético nas próteses sobre implantes. Método: o presente artigo é uma revisão da literatura baseada em periódicos publicados de 1984 a 2011, disponíveis nos bancos de dados da LILACS e da MEDLINE. Foram selecionados 21 artigos com o objetivo de evidenciar os fatores determinantes para formação e/ou manutenção da papila peri-implantar, tais como distância ideal entre dente e implante, entre implantes, sua posição supra ou infraóssea e a distância necessária do ponto de contato à crista óssea. Conclusão: concluiu-se que a distância ideal entre dente e implante é de 2mm, e a entre implantes é de 3mm, haja vista que a altura da papila gengival é sustentada pela formação do espaço biológico. Quanto ao posicionamento do implante (supra ou infraósseo), não foram relatadas diferenças quanto à formação da papila. Por fim, a altura determinante para a formação da papila do ponto de contato da coroa à crista óssea deve ser de até 5mm.

Soares NP, Pimentel AC, Cançado RM, Manzi MR, Brozoski M, Camino Junior R, Naclério-Homem MG. Determining factors for formation and/or maintenance of peri-implant papilla: Literature review. Dental Press Implantol. 2013 Apr-June;7(2):73-80.