Comportamento do tecido moleperi-implantar na interface com o titânio: uma revisão de literatura

Por Administrador

Edição V06N04 | Ano 2012 | Editorial Artigo de Revisão | Páginas 56 até 64

Gabriela Farias de Melo, Iris Durães, Emilena Maria Castor Xisto Lima

A adesão do tecido mole ao titânio, biologicamente capaz de preservar e proteger as estruturas peri-implantares, contribui para a estabilidade da mucosa peri-implantar e manutenção da estética rosa. Assim, o objetivo deste trabalho foi, por meio de uma revisão de literatura, descrever a interação entre o titânio utilizado nos componentes protéticos e implantes e o tecido mole, para a manutenção da estabilidade e saúde dos tecidos peri-implantares. Concluiu-se que a estabilidade dos tecidos moles peri-implantares é um dos critérios de sucesso para reabilitações com implantes, uma vez que o estabelecimento de uma íntima relação entre o tecido mole e o titânio do implante, bem como dos componentes protéticos, promove uma barreira protetora à penetração de bactérias e seus produtos metabólicos, favorecendo o desempenho do implante em longo prazo.

Melo GF, Durães I, Lima EMCX. Behavior of peri-implant soft tissue in the interface with titanium: a literature review. Dental Press Implantol. 2012 Oct-Dec;6(4):56-64.