Orientações para uso clínico da BMP

Por Administrador

Edição V06N02 | Ano 2012 | Editorial Pergunte a um Expert | Páginas 29 até 34

Dario Augusto Oliveira Miranda

Qual é a origem das BMPs e qual a vasta sinonímia empregada para identificá-las? As proteínas morfogenéticas ósseas são as responsáveis pela sinalização para a indução da formação óssea. As BMPs (bone morphogenetic proteins) representam uma família com mais de vinte proteínas relatadas, as quais fazem parte da família dos fatores ß de crescimento e transformação (TGF-ß), ativando e inibindo os fatores de diferenciação e crescimento (GDFs). Estão envolvidas no desenvolvimento embriológico e na formação do esqueleto. Desde os trabalhos de Urist3, em 1965, demonstrando que a matriz de osso desmineralizado poderia induzir a formação de cartilagem e osso em locais ectópicos, muitos pesquisadores têm se esforçado no intuito de esclarecer a atividade dos componentes da matriz. Quantidades mínimas dessas proteínas estão presentes no esqueleto maduro, participando de sua manutenção e do reparo das fraturas ósseas. Urist3 demonstrou que, ao se colocar porções de matriz óssea alogênica desmineralizada e liofilizada na musculatura de ratos, ocorria formação óssea, ou seja, a matriz óssea possuía agentes capazes de induzir a formação de osteoblastos (Fig. 1). […]

Miranda DAO. Orientations for clinical use of BMP. Dental Press Implantol. 2012 Apr-June;6(2):29-34.