Avaliação do efeito do tratamento periodontal não-cirúrgico na hipersensibilidade dentinária

Por Administrador

Edição V06N01 | Ano 2012 | Editorial Artigo Inédito | Páginas 88 até 93

Caroline Dresch, André Barbisan de Souza, Ana Alice Girardi, Vitor Marques Sapata, Giovani Oliveira Corrêa, Fabiano Carlos Marson, Cléverson O, Silva

Objetivo: avaliar o efeito do tratamento periodontal sobre a hipersensibilidade dentinária. Métodos: participaram do estudo 20 pacientes diagnosticados e tratados de periodontite crônica na Clínica Odontológica da Faculdade Ingá (Uningá), Maringá/PR. Os pacientes foram avaliados quanto à sensibilidade dentinária pela escala VAS antes do tratamento periodontal não-cirúrgico e 10 a 14 dias após seu término. Resultados: os pacientes apresentavam, antes do início do tratamento periodontal, uma sensibilidade média de 3,05+3,00, de acordo com a escala VAS. Ao final do tratamento houve uma diminuição significativa da hipersensibilidade dentinária, para um valor médio de 1,00+1,45. Conclusão: com base nos resultados obtidos, pôde-se concluir que o tratamento periodontal não-cirúrgico, associado a uma modificação dos hábitos de higiene, foi capaz de diminuir a hipersensibilidade dentinária em indivíduos com periodontite crônica.

Dresch C, Souza AB, Girardi AA, Sapata VM, Corrêa GO, Marson FC, Silva CO. Avaliação do efeito do tratamento periodontal não- -cirúrgico na hipersensibilidade dentinária. Dental Press Implantol. 2012 Jan- -Mar;6(1):88-93.