Reposicionamento cirúrgico de implante osseointegrado através de osteotomia segmentar: relato de caso

Por Administrador

Edição V05N04 | Ano 2011 | Editorial Caso Clínico | Páginas 74 até 80

Rafael Ortega-Lopes, Cláudio Ferreira Nóia, Valdir Cabral Andrade, Castelo Pedro Vemba Cidade, Henrique Duque de Miranda Chaves Netto, Renato Mazzonetto

Para se obter previsibilidade no tratamento com implantes osseointegrados, sabe-se que o planejamento reverso é considerado um requisito fundamental. Porém, determinados fatores, que vão desde a habilidade do profissional a intercorrências transoperatórias, podem resultar no mal posicionamento do implante, que muitas vezes é observado no momento da reabilitação protética. Para a resolução desse problema, a técnica da osteotomia segmentar com enxerto interposicional pode ser realizada, com o objetivo de possibilitar a posterior reabilitação protética desses implantes dentro dos padrões funcionais e estéticos satisfatórios. O objetivo do presente estudo é demonstrar a aplicabilidade dessa técnica por meio do relato de um caso de implante, na região do elemento 11, que foi inserido insatisfatoriamente no sentido vertical, acarretando em insatisfação estética por parte do paciente. Ao término do tratamento, observou-se que a resolução estética do caso foi possível sem a necessidade de remoção do implante e, consequentemente, cirurgias adicionais. Assim, conclui-se que essa técnica está indicada para o reposicionamento de implantes osseointegrados.