Reabilitação de maxila atrófica com prótese implantossuportada empregando quatro fixações zigomáticas: relato de caso clínico

Por Administrador

Edição V05N03 | Ano 2011 | Editorial Caso Clínico | Páginas 80 até 91

Marcello Roberto Manzi, Angélica Castro Pimentel, Walter Moura Ferreira

A reabilitação de pacientes com maxila severamente atrófica é um dos maiores desafios na Implantodontia atual. A grande dificuldade inerente da reabilitação e a necessidade de extensas reconstruções ósseas (enxertos onlay, levantamento de seio maxilar) podem elevar o grau de morbidade cirúrgica e o tempo de tratamento. As fixações zigomáticas têm sido apresentadas na literatura como uma opção viável para o tratamento de pacientes com esse quadro clínico. Neste artigo será apresentado o relato de um caso clínico com reabilitação da maxila por meio da instalação de quatro implantes zigomáticos e uma prótese fixa parafusada sobre os implantes, instalada dois dias após a cirurgia, submetendo os implantes à carga imediata.