Reconstrução de rebordo alveolar com osso homógeno em bloco: uma revisão sistemática

Por Administrador

Edição V05N01 | Ano 2011 | Editorial Artigo de Revisão | Páginas 47 até 59

Edson Virgilio Zen Filho, Angelo José Pavan, Edevaldo Tadeu Camarini, Liogi Iwaki Filho, Gustavo Jacobucci Farah

A utilização de próteses implantossuportadas é, nos dias de hoje, uma alternativa segura e viável para reabilitação de áreas edêntulas. Porém, muitas vezes a instalação de implantes osseointegrados pode ser comprometida ou impossibilitada devido a reabsorções extensas dos rebordos alveolares. O objetivo deste trabalho foi revisar sistematicamente a literatura relacionada à reconstrução de rebordo alveolar com osso homógeno em bloco para subsequente instalação de implantes. O levantamento bibliográfico sistemático foi realizado na base de dados Pubmed e na Bibliografia Brasileira de Odontologia (BBO) entre os anos de 1966 e outubro de 2009. Além disso, foi realizada uma busca manual nas referências dos artigos incluídos na revisão. O resultado dessa revisão de literatura identificou apenas 7 estudos relacionados a essa técnica que preenchiam os critérios de inclusão. A espessura do rebordo aumentou significativamente com uso do enxerto homógeno, apresentando padrões de reabsorção dentro de limites aceitáveis. Os enxertos homógenos e os implantes instalados nas áreas enxertadas apresentaram altos índices de sucesso nos artigos incluídos. Esses demonstraram a previsibilidade da utilização dos enxertos homógenos e posterior instalação de implantes por um período de até 3 anos. No entanto, não há na literatura dados histológicos que confirmem existir uma osseointegração satisfatória com o uso desse material. São, portanto, necessários mais estudos controlados com avaliações histológicas para confirmar a eficiência e a segurança da utilização dos enxertos homógenos