Método dos elementos finitos (mef) na Implantodontia

Por Administrador

Edição V04N01 | Ano 2010 | Editorial Artigo Inédito | Páginas 92 até 99

Bruno Gadelha Fernandes Maia, Sérgio Maia, Marcos Blatt, Tiago Galvão G, Neiva

Com a previsibilidade e longevidade alcançadas pelas reabilitações sobre implantes, uma atenção especial tem sido destacada no que diz respeito à dissipação de tensões em função dos materiais restauradores. Alguns métodos de pesquisa na área de Biomecânica são hoje utilizados na determinação da distribuição de tensões, deformações e deslocamentos, com a finalidade de solucionar problemas estruturais complexos e de analisar os campos de tensão/deformações gerados pelas interações mecânicas. Dentre esses métodos pode-se destacar o Método de Elementos Finitos (MEF), que é uma técnica pela qual pode ser recriado matematicamente o comportamento de um sistema físico determinado. Em outras palavras, um protótipo físico pode ser estudado mediante a criação de um modelo matemático preciso. Esse método faz uso de um computador para resolver um grande número de equações matemáticas, as quais simulam as propriedades físicas da estrutura a ser analisada. Este artigo tem por objetivo discutir a aplicabilidade do MEF na análise dos aspectos biomecânicos relacionados aos implantes dentários osseointegráveis.