Sequestro ósseo associado à progressão agressiva de gengivite ulcerativa necrosante – relato de caso

Por Administrador

Edição V03N04 | Ano 2009 | Editorial Caso Clínico | Páginas 44 até 53

Maria Lúcia Rubo de Rezende, Adriana Campos Passanezi Sant`Ana, Sebastião Luiz Aguiar Greghi, Euloir Passanezi, Roberta Santos Domingues, Dahiana Rodrigues, Luis Antônio de Assis Taveira

A gengivite ulcerativa necrosante (GUN) é uma infecção aguda caracterizada por necrose e ulceração da gengiva marginal, sangramento espontâneo e dor de moderada a grave. Complicações não são frequentes e estão relacionadas com a evolução rápida e com formas agressivas da doença. A seguir, será apresentado um caso raro de sequestro ósseo decorrente de evolução rápida de GUN, seu manejo e análise histológica. O caso envolve um paciente do gênero masculino, de 17 anos de idade, que se apresentou à Faculdade de Odontologia de Bauru/Universidade de São Paulo relatando severa e dolorosa inflamação da gengiva marginal. O exame clínico e a anamnese levaram ao diagnóstico de GUN. Realizou-se limpeza local e antibioticoterapia durante sete dias. Ao quinto dia, houve a ocorrência de um sequestro ósseo entre os dentes 26 e 27. A involução completa do quadro agudo foi observada no sétimo dia. No entanto, uma profundidade de sondagem de 5mm permaneceu no sítio do qual o sequestro foi removido, denunciando a perda de inserção local e alterando o diagnóstico inicial de GUN para periodontite ulcerativa necrosante (PUN). A análise microscópica do fragmento revelou tecido ósseo com lacunas, tanto celulares quanto vazias, atividade osteoclástica, espaços medulares com neutrófilos e reabsorção periférica. A evolução agressiva da GUN deve ser prontamente reconhecida e tratada, para evitar complicações e sequelas decorrentes dessa infecção microbiana do tecido ósseo.