Abordagem cirúrgica para o restabelecimento estético/funcional dos pacientes com fibromatose gengival hereditária

Por Administrador

Edição V03N03 | Ano 2009 | Editorial Artigo Inédito | Páginas 71 até 81

Rodrigo Carlos N, de Castro-Pinto, Mariana Schutzer Ragghianti Zangrando, Luiz Antônio Pugliesi Alves de Lima, Francisco Emílio Pustiglioni, Luciana Saraiva, Giuseppe Alexandre Romito

A fibromatose gengival hereditária (FGH) é uma condição bucal rara, caracterizada clinicamente pelo crescimento contínuo e progressivo do tecido gengival. O crescimento gengival severo causa comprometimento estético/funcional, tendo como sinais clínicos comuns diastemas, mau posicionamento dentário e proeminência labial. Este relato de caso descreve o tratamento cirúrgico em duas etapas de um paciente que se apresentou à Universidade de São Paulo (FOUSP) queixando-se do aspecto antiestético ao sorrir, devido ao aumento gengival. A primeira etapa consistiu em um retalho parcial com excisão de margem gengival (remoção de altura/espessura do tecido conjuntivo). Na segunda etapa, foi realizado um retalho total associado à excisão de margem, para obter acesso ao tecido ósseo e melhorar o contorno da margem gengival. O pós-operatório mostrou uma reparação satisfatória, com um padrão da margem gengival e da crista-óssea compatível com a saúde periodontal e de acordo com as expectativas estéticas do paciente. A avaliação histológica das biópsias gengivais confirmou o diagnóstico clínico de FGH. Considerando as limitações de um relato de caso, coloca-se uma alternativa viável para demonstrar que a associação dessas técnicas, desde que bem indicadas, é uma possível abordagem cirúrgica para o restabelecimento estético/funcional dos pacientes com FGH.