A terapia de desinfecção total da boca no tratamento periodontal

Por Administrador

Edição V03N02 | Ano 2009 | Editorial Artigo Inédito | Páginas 84 até 91

Natália Rafaela de Assis COSTA, Lívia Helena Terra e SOUZA, Paulo Antônio de Arantes VIEIRA, Noé Vital RIBEIRO JÚNIOR, Cléverson O, SILVA

Vários estudos foram feitos para comparar o resultado de diferentes tipos de tratamentos da doença periodontal, sendo encontradas, até então, pequenas diferenças. Mais recentemente, uma nova forma de tratamento foi proposta, a qual visa realizar a desinfecção total da boca do paciente em um intervalo de 24 horas, impedindo, assim, que haja a recolonização dos sítios já tratados por bactérias presentes em outros nichos bucais. Essa técnica de “full-mouth disinfection” tem sido amplamente estudada na literatura. Os trabalhos já desenvolvidos mostram excelentes resultados do tratamento, ao se empregar a técnica de desinfecção total da boca, seja ela utilizada de acordo com o protocolo original ou conforme as suas modifi cações, que incluem o não-uso de clorexidina, o uso de antibióticos sistêmicos e o uso de aparelho ultrassônico. Os dados presentes na literatura indicam que a desinfecção “full-mouth” é efetiva no tratamento de pacientes com periodontite, por promover uma melhora nos parâmetros clínicos, além de eliminar o risco de contaminação cruzada entre lugares tratados e não-tratados.