O maestro da osseointegração Tomas Albrektsson

Por Administrador

Edição V02N03 | Ano 2008 | Editorial Entrevista | Páginas 18 até 32

Luiz Meirelles, Luis Rogério Duarte

A grande maioria das publicações científicas costuma dar destaque aos trabalhos publicados por Tomas Albrektsson. É raro ver um artigo científico, um capítulo de livro ou uma apresentação sem referência aos resultados obtidos ao longo da sua carreira dedicada à osseointegração. Difícil buscar uma explicação para o seu sucesso como pesquisador, professor e orientador. Uma carreira que está intimamente associada ao desenvolvimento da Implantologia e, tão importante quanto a busca por respostas para o fenômeno da osseointegração, é a aplicação do conceito na melhoria do tratamento do paciente. Uma visita ao departamento de Biomateriais oferece a oportunidade de ver os pôsteres das teses de doutorado defendidas nos últimos 25 anos, sob a orientação precisa e generosa do chefe. São trabalhos que mudaram desde a técnica cirúrgica até a superfície dos implantes atuais. No seu currículo ainda constam inúmeros prêmios e títulos concedidos no mundo todo, o que indica a sua importância no cenário mundial da Implantologia. Um jovem entusiasta surge a cada novo projeto e a curiosidade é constante, através de uma amigável pergunta: alguma novidade? Com o tempo, as pessoas que convivem e discutem propostas de projetos com Tomas Albrektsson percebem a clareza e objetividade do seu pensamento. Qualquer idéia, por melhor que seja, deve ter uma boa resposta para uma pergunta chave: qual o seu objetivo? Nesse encontro no laboratório de Biomateriais, Tomas Albrektsson fala da sua carreira, seu trabalho como aluno e colaborador do professor P-I Brånemark e conta alguns fatos marcantes para a osseointegração.