Excelência estética obtida com diagnóstico, planejamento e tratamento integrados

Por Administrador

Edição V01N02 | Ano 2007 | Editorial Caso Selecionado | Páginas 59 até 69

Carlos Eduardo Francischone

O caso clínico apresentado mostra resultados estéticos e funcionais excelentes, frutos de diagnóstico e planejamento muito bem estruturados, desde o momento em que a paciente chegou para exame, ainda muito jovem. Em função da complexidade do caso, da necessidade de várias especialidades atuarem em épocas distintas e tempo de tratamento longo previsto para o caso, o planejamento e a evolução dos procedimentos clínicos multidisciplinares foram realizados com muito cuidado e sempre acompanhados criteriosa e sistematicamente. A paciente foi submetida a procedimentos de Cirurgia, Periodontia, Ortodontia, Implantologia, Dentística e Prótese. A excelência do resultado final se deve principalmente ao correto e minucioso planejamento e plano de tratamento integrados, também contribuíram a qualidade dos procedimentos realizados pelos profissionais das diferentes especialidades e a ótima colaboração da paciente. Sempre é importante salientar que o profissional deve ter visão ampla de planejamento e aqui devo citar o Prof. José Mondelli, que, como grande mestre, sempre enfatizou a importância da formação multidisciplinar do aluno de graduação, o qual, desde o primeiro contato com o paciente, deveria aprender a diagnosticar, planejar e realizar um tratamento restaurador funcional e estético na seqüência, extensão e totalidade requeridas. Em seu livro-texto Dentística Restauradora – Tratamentos Clínicos Integrados, que reflete a sua e a nossa filosofia de ensino e de exercício profissional, o Prof. Mondelli relata: “A técnica e a teoria devem ser aprendidas, adquiridas, desenvolvidas e atualizadas concomitantemente, pois é muito difícil, se não impossível, ensinar algo que não se reconhece teoricamente, ou que não se consegue fazer, demonstrar e comprovar diante dos alunos de graduação, pós-graduação ou especialização. O professor se impõe pela conduta didática e pelo conhecimento, e é na frente do paciente, examinando, planejando, demonstrando e discutindo com os estudantes, levando-os a raciocinar e tomar decisões, que ele mostra a sua competência para transmitir ensinamentos, ao mesmo tempo em que adquire experiência”.