Efeito do uso de Peroxyl® na redução da formação de placa bacteriana

Por Administrador

Edição V01N02 | Ano 2007 | Editorial Artigo Inédito | Páginas 26 até 34

Janice de Castro Quiles, Bianca Luz Salazar, Márcio Salazar, Maurício Guimarães Araújo

O objetivo deste trabalho foi avaliar o poder de redução de placa bacteriana de um enxaguatório à base de peróxido de hidrogênio 1,5% (Peroxyl®) em indivíduos sem medidas de higiene bucal. Quinze indivíduos periodontalmente saudáveis foram usados no experimento. Os participantes foram divididos aleatoriamente em 3 grupos e requisitados a abolir toda e qualquer medida de higiene bucal, por um período de 3 dias. Durante este período de ausência de higiene bucal, cada grupo usou 3 vezes ao dia, respectivamente, um dos seguintes enxaguatórios bucais: (i) Peroxyl®, (ii) clorexidina 0,12% (Periogard®) e (iii) solução placebo. Após o término do período experimental, os participantes retornaram às suas medidas comuns de higiene bucal por 10 dias. Este esquema experimental foi repetido por mais 2 vezes até que os 3 grupos utilizaram as 3 soluções diferentes. Logo após o término dos respectivos períodos experimentais (3 dias), a quantidade de placa formada nas superfícies dentárias dos participantes foi avaliada clinicamente, utilizando-se o índice de placa de Quigley e Hein modificado por Turesky (IQH). Os resultados do IQH para todas as faces dos dentes nos grupos que usaram Periogard®, Peroxyl® e placebo foram, respectivamente 0,63; 1,24 e 1,78. Estas diferenças neste índice foram estatisticamente significantes (p<0,05). Estes resultados indicam que o uso do enxaguatório Peroxyl® pode diminuir a formação de placa na ausência de medidas mecânicas de higiene bucal.