APOIO INSTITUCIONAL

O que utilizar, sistemas adesivos convencionais ou autocondicionantes?

Edição V17N1  |  Ano 2020  |  Categoria: Combatendo modismo com ciência  |  Página 158 até 161

Autores

Marcos Oliveira Barceleiro, Sérgio Eduardo de Paiva Gonçalves, Camillo Anauate Neto, Silvia Alencar Gonçalves

Resumo

QUE OS SISTEMAS ADESIVOS AUTOCONDICIONANTES já são uma realidade na Odontologia Restauradora mundial ninguém mais duvida. A quantidade de artigos científicos disponíveis — laboratoriais, clínicos ou, até mesmo, revisões sistemáticas — demonstrando a qualidade e a confiabilidade desses sistemas é muito grande e, de uma maneira geral, na maioria dos cursos de pós-graduação em Dentística no Brasil, esses sistemas adesivos autocondicionantes são a primeira opção quando se pensa em procedimentos restauradores. Ora, se isso acontece,por que esses sistemas adesivos não estão entre os mais vendidos em nosso país? Por que esses sistemas adesivos ainda geram tanta desconfiança entre os profissionais generalistas? Por que os cirurgiões-dentistas brasileiros ainda têm como primeira opção os sistemas adesivos convencionais, quando realizam, por exemplo, uma restauração direta com resina composta?

Palavras-chave

Como citar

Barceleiro MO, Gonçalves SEP, Anauate Neto C, Gonçalves SA. Etch-and-rinse or self-etch adhesive systems, which is the best option? J Clin Dent Res. 2020 Jan-Apr;17(1):158-61.

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on print

Artigos relacionados: