Edit
Click here to add content.

DENTES NÃO IRROMPIDOS: devem ser removidos ou podem ser apenas controlados? As INDICAÇÕES e os CUIDADOS

Edição V16N3  |  Ano 2019  |  Categoria: Biologia da Estética  |  Página 184 até 209

Autores

Alberto Consolaro, Mauricio de Almeida Cardoso e Omar Hadaya.

Resumo

Quais são os critérios para se deixar um dente não irrompido nos ossos maxilares? Para controlar essa situação, requer-se um conhecimento prévio sobre o folículo pericoronário, especialmente sobre sua estrutura, funções e possíveis consequências de sua permanência. Imagiologicamente, existem critérios para se afirmar que ele está normal, e isso envolve avaliar a imagem, a espessura, o contorno e os limites do folículo pericoronário. Algumas doenças são exclusivas do folículo pericoronário e, por isso, podem ser chamadas de foliculopatias; mas outras doenças também ocorrem nessa estrutura, além das exclusivas. Existem três indicações principais para a remoção dos dentes não irrompidos e que devem ser compartilhadas, inclusive com os pacientes portadores, para que não se adie sua remoção cirúrgica.

Palavras-chave

Folículo pericoronário, Dente não irrompido, Pericoronarite, Cisto paradentário, Reabsorção dentária,

Como citar

Consolaro A, Cardoso MA, Hadaya O. Impacted teeth: Should they be removed or can only be controlled? Indications and precautions. J Clin Dent Res. 2019 Sep-Dec;16(3):184-209.

Compartilhar:

Artigos relacionados: