APOIO INSTITUCIONAL

Como alcançar resultados satisfatórios frente a uma limitação biológica? A interface entre as especialidades para a melhor solução clínica

Edição V14N3  |  Ano 2017  |  Categoria: Artigo Original  |  Página 42 até 58

Autores

Fábio Cabral, Marcelo Serra, Frederico Marques Lima dos Santos, Luis Calicchio, Marcelo Kyrillos, Marcelo Moreira, Gustavo Giordani, Ertty Silva, Fernanda Meloti, Wagner Nhoncance, Sandro Souza, Josias Santana da Silva

Resumo

Atualmente, o apelo e o rigor estético dos pacientes estão cada vez maiores. Isso é incentivado pelo impulso do consumo pela imagem, produzido pela mídia, na qual modelos com sorrisos brancos e perfeitos são mostrados ao público. Nos casos em que a reconstrução biológica não é mais possível, para se alcançar um resultado de excelência, é preciso criar alternativas que consigam solucionar os tratamentos. Sendo assim, o avanço tecnológico guiado pelas pesquisas científicas trouxe para o mercado diferentes possibilidades e formas de resolução para casos complexos e com limitações. As diferentes técnicas regenerativas (tanto de tecidos duros quanto de tecidos moles) possuem suas limitações — e, em determinadas ocasiões, não suprem a carência estética do caso; consequentemente, torna-se necessário o uso de próteses que possam copiar as estruturas reais da forma mais natural possível. Para esses casos mais complexos, as próteses dentogengivais são uma alternativa à reconstrução tecidual.

Palavras-chave

Como citar

Como citar: Cabral F, Serra M, Santos FML, Calicchio L, Kyrillos M, Moreira M, Giordani G, Silva E, Meloti F, Nhoncance W, Souza S, Silva JS. How to achieve satisfactory results when dealing with biological limitations? The interface between specialties to allow for best clinical solution. J Clin Dent Res. 2017 Jul-Sept;14(3):42-58. DOI: https://doi.org/10.14436/2447-911x.14.3.042-058.ate

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on print

Artigos relacionados: