Edit
Click here to add content.

Osteotomia segmentar com enxerto interposicional na região posterior da mandíbula: relato de caso

Edição V13N3  |  Ano 2016  |  Categoria: Caso Clínico  |  Página 77 até 83

Autores

Claudio Ferreira Nóia , Catarina Soares Silveira , Luanna Farias de Melo, Hélio Chagas de Oliveira Júnior, Bruno Costa Martins de Sá

Resumo

Introdução: após a perda de um elemento dentário há uma reabsorção óssea que, na maioria das vezes, resulta em defeitos do rebordo alveolar, os quais inviabilizam a instalação de implantes dentários. O ganho ósseo nessas regiões consiste em um grande desafio, principalmente para o ganho em altura. Objetivo: relatar um caso clínico que mostra o rebordo posterior de mandíbula com altura óssea insuficiente para instalação de implantes dentários convencionais. Visando a readequação desse rebordo, o tratamento de escolha foi a técnica de enxertia segmentar com osso autógeno. Resultados: decorrido o período de 4 meses após a realização do enxerto, foram instalados dois implantes convencionais na região, os quais possibilitariam uma reabilitação adequada sobre os implantes. Conclusão: pode-se afirmar que, no presente caso clínico, a técnica de osteotomia segmentar mostrou-se viável e previsível para correção do defeito em altura na região posterior da mandíbula.

Palavras-chave

Como citar

Nóia CF, Silveira CS, Melo LF, Oliveira Júnior HC, Sá BCM. Segmental osteotomy with interpositional graft in the posterior mandible: a case report. J Clin Dent Res. 2016 Jul-Sep;13(3):77-83.

Compartilhar:

Artigos relacionados: