Edit Content
Click on the Edit Content button to edit/add the content.

EDIÇÃO: V08N3

Hipoplasia do esmalte: fundamentos para nomenclatura e identificação dos tipos e causas
Volume 08 | Número 3 | Jul / Set 2011

Edição completa disponível nas plataformas:

Todos os artigos

Hipoplasia do esmalte: fundamentos para nomenclatura e identificação dos tipos e causas

Quando as manchas e os defeitos no esmalte são nominados incorretamente, significa que as verdadeiras causas e mecanismos foram ignorados e uma abordagem terapêutica inadequada pode ser aplicada4. A formação do esmalte, ou amelogênese, é executada exclusivamente pelos ameloblastos, células altamente especializadas, que: produzem a matriz orgânica adamantina; mineralizam-o de uma forma muito específica, para resultar nos prismas; proporcionam uma estrutura altamente cristalina, ao reabsorverem as proteínas anteriormente incorporadas. A atividade do ameloblasto exige um grande refinamento metabólico, estrutural e organizacional, a ponto de ser considerado uma das células mais sensíveis frente aos agentes externos.

Leia mais...

Procedimentos conservadores para restabelecimento da estética anterior

A Odontologia atual está direcionada em executar procedimentos cada vez menos invasivos sem perder a objetividade, tais como função e estética. Como tais procedimentos, podemos citar o clareamento dentário e a utilização de resinas compostas diretas, que nos fazem praticar o conceito de uma Odontologia minimamente invasiva. Este artigo tem o objetivo de demonstrar, através de alguns procedimentos conservadores, a possibilidade de se obter resultados satisfatórios.

Leia mais...

Avaliação clínica da nova técnica de clareamento no consultório sem remocão do gel clareador

Este trabalho teve como objetivo avaliar longitudinalmente um novo protocolo para técnica de clareamento de dentes vitais em consultório. Foram selecionados 20 pacientes, com critérios preestabelecidos, e divididos aleatoriamente, de acordo com o produto utilizado, em 2 grupos (n=10): Grupo 1 — Opalescence Xtra Boost (Ultradent); e Grupo 2 — White Gold Office (Dentsply). Os agentes clareadores foram aplicados apenas uma vez, durante 45min, e cada paciente submetido a duas sessões clareadoras. Para avaliação da cor inicial dos dentes, após 1 mês e após 3 meses do tratamento clareador, foi utilizada a escala de cor Vita Clássica, ordenada pela luminosidade. Concluiu-se que não há diferença no clareamento ou sensibilidade dentária entre os grupos, sendo desnecessária a troca do gel clareador e/ou a utilização de fonte de luz para os agentes clareadores avaliados.

Leia mais...

Seleção de cor e estratificação natural para reabilitação estética de dente anterior

Em função da excelência em estética e desgaste mínimo da estrutura dentária, as resinas compostas ocupam uma posição de destaque entre os materiais restauradores atuais. As novas resinas compostas associadas ao melhor entendimento do comportamento dos tecidos dentários frente à incidência da luz permitem a estratificação natural dos dentes. A estratificação natural consiste em uma abordagem simples e efetiva para o emprego das resinas compostas nas restaurações, de modo a torná-las miméticas com a aparência natural do substrato dentário. Compreender e implementar princípios artísticos e científicos na escolha da cor dos materiais restauradores e a adequada inserção da resina composta, contudo, é imprescindível. Os passos operatórios para obter o sucesso restaurador com esse material serão descritos no relato do caso clínico.

Leia mais...

Coroas de cerâmica pura com infraestrutura à base de zircônia em dentes anteriores: relato de caso clínico

A exigência estética na Odontologia atual levou ao desenvolvimento de cerâmicas reforçadas como substitutas ou mesmo como alternativas às ligas metálicas na confecção de infraestrutras protéticas. As cerâmicas reforçadas com dióxido de zircônia e estabilizadas por ítrio apresentam-se como mais uma opção dentro de um imenso arsenal terapêutico na busca de construção de restaurações imperceptíveis. Coroas totais e próteses parciais fixas anteriores e posteriores são indicadas para esses novos sistemas. Alguns deles utilizam o sistema CAD/CAM, mais precisamente o sistema DCM (Direct Ceramic Machining, ou fresagem direta da cerâmica). Este trabalho tem como objetivo relatar um caso clínico de confecção de duas coroas anteriores em cerâmica pura utilizando o Sistema Cercon®.

Leia mais...

Restabelecimento estético e funcional de incisivo central superior traumatizado por meio de clareamento dentário e cimentação de pino intracanal. Controle de 2 anos

Paciente do sexo feminino, 25 anos de idade, procurou tratamento estético queixando-se do escurecimento do dente 21. Foram realizados exames clínico e radiográfico, comprovando a alteração de cor e o tratamento endodôntico satisfatório. O plano de tratamento foi proposto para restabelecer a função e a estética do dente comprometido, por meio do clareamento interno do dente 21 (técnica mediata), associado ao clareamento externo, em consultório, dos dentes #15 a #25 e #35 a #45 com peróxido de hidrogênio a 35%, ativado com luz híbrida, a fim de que fossem uniformizadas as tonalidades de cor dos dentes. Posteriormente, um pino de fibra de vidro foi fixado no canal radicular, com cimento de ionômero de vidro convencional, seguido pela restauração da abertura coronária com resina composta. As etapas do tratamento revelaram que o planejamento correto combinado com o conhecimento das técnicas disponíveis e das propriedades dos materiais são essenciais para a obtenção da excelência estética e funcional dos dentes em questão.

Leia mais...

Permeabilidade dos sistemas adesivos simplificados e incompatibilidade com cimentos resinosos

O objetivo desta revisão de literatura foi estudar a permeabilidade dos sistemas adesivos simplificados e sua incompatibilidade com as resinas de polimerização química ou dual (cimentos resinosos). O estudo discute artigos relacionados às reações químicas adversas entre os monômeros ácidos dos adesivos simplificados, principalmente os convencionais de dois passos e os autocondicionantes de um passo, e as aminas terciárias básicas das resinas de polimerização química ou dual (cimentos resinosos); relaciona outros fatores que contribuem na incompatibilidade entre esses materiais, como: permeabilidade, acidez desses sistemas adesivos e durabilidade da interface dentina/adesivo. O uso de coiniciadores químicos e aplicações de camadas extras de resina hidrofóbica foram sugeridos como alternativas para reduzir a incompatibilidade entre esses materiais. A maioria dos estudos compartilha com a conclusão de que os adesivos convencionais de dois passos e os autocondicionantes de um passo não devem ser utilizados juntamente com cimentos resinosos de presa química ou dual e, especificamente, os autocondicionantes de um passo ainda devem ser utilizados com cautela, mesmo associados às resinas fotopolimerizadas, devido à alta permeabilidade desses adesivos, que irá prejudicar a durabilidade da interface dentina/adesivo.

Leia mais...

Restaurações estéticas em cerâmica — em busca do natural

O desenvolvimento da tecnologia da adesão tornou possível restaurar dentes utilizando sistemas adesivos, resinas compostas e cerâmicas adesivas. Casos clínicos onde os pacientes necessitam de resoluções puramente estéticas estão cada vez mais comuns na clínica diária. Conhecer todas as etapas do planejamento e execução dessas modalidades de tratamento é imprescindível. Em virtude disso, esse artigo relata um caso clínico de uma paciente com agenesia de laterais, caninos na posição dos incisivos laterais e diastemas múltiplos nos dentes superiores e anteriores, onde a proposta de resolução estética foi a utilização da técnica de laminados cerâmicos.

Leia mais...

Resina composta com baixa contração de polimerização: relato de caso clínico

Na Odontologia atual, a realização de restaurações em resina composta para dentes posteriores vem sendo amplamente utilizada, devido ao aperfeiçoamento de suas propriedades físico-mecânicas e o apelo estético imposto pela sociedade moderna. No entanto, as resinas compostas convencionais à base de metacrilatos apresentam um problema intrínseco: a contração de polimerização. Essa contração, em torno de 3%, caracteriza-se pela alteração volumétrica proporcionada pela formação das cadeias poliméricas. Esse problema impulsionou pesquisadores e fabricantes na busca de resinas com novas formulações que pudessem reduzir essa contração. O presente artigo tem como objetivo apresentar um caso clínico com a resina composta Filtek P 90 (3M ESPE), cuja matriz resinosa é à base de silorano.

Leia mais...

Protocolo de fotografias odontológicas na comunicação entre CD e TPD em restaurações indiretas

O planejamento estético em dentes anteriores está intimamente ligado a uma cuidadosa análise das desarmonias do sorriso do paciente. Dentro desse conceito, a fotografia odontológica, feita através de um protocolo padronizado, parece ser um auxílio-diagnóstico para uma correta verificação desses problemas. Através dessa ferramenta, é possível realizar tratamentos personalizados, obtendo, assim, uma estética natural e harmoniosa.

Leia mais...

Veja as últimas edições:

EDIÇÃO – V19N1

Volume 19 | Número 1 | Jan / Abr 2022

EDIÇÃO – V19N2

Volume 19 | Número 2 | Mai / Ago 2022

EDIÇÃO – V19N3

Volume 19 | Número 3 | Set / Dez 2022

Publicação Oficial

Empresas Apoiadoras

Publicação Oficial

Empresas Apoiadoras