Edit Content
Click on the Edit Content button to edit/add the content.

EDIÇÃO: V06N3

Qualidade da barreira de tecido mineralizado no reparo após o capeamento e a pulpotomia: relação com a origem da polpa dentária
Volume 06 | Número 3 | Jul / Set 2009

Edição completa disponível nas plataformas:

Todos os artigos

Qualidade da barreira de tecido mineralizado no reparo após o capeamento e a pulpotomia: relação com a origem da polpa dentária

Este artigo será o primeiro de uma série sobre a biopatologia pulpar e suas implicações no diagnóstico, planejamento e prognóstico da estética na Odontologia.1) Polpa dentária ou complexo dentinopulpar? A polpa e a dentina constituem uma unidade estrutural e funcional, pois a papila dentária, ao mesmo tempo que dá origem à polpa dentária, permite também levar à formação da dentina. A dentina constitui o produto da síntese das células pulpares, deixando no seu interior prolongamentos citoplasmáticos, em torno dos quais formam-se os túbulos dentinários. Entre as finalidades desses prolongamentos está a manutenção do equilíbrio hídrico e iônico da dentina, bem como propiciar mecanismos de defesa frente a agressores externos1,2.

Leia mais...

Transformando sorrisos com o auxílio da proporção áurea

O conceito inicial de beleza foi atribuído à harmonia das proporções. Para estabelecê-lo, a Matemática constituiu uma importante fonte inspiradora a filósofos que desejavam provar a hipótese de que a beleza poderia ser expressa numericamente. Esse pressuposto baseia-se na teoria da proporção divina ou proporção áurea. Este trabalho tem como objetivo avaliar o método de cálculo da proporção áurea, para facilitar as reabilitações estéticas complexas de dentes anteriores assimétricos.

Leia mais...

Cimentação adesiva na atualidade: revisão de literatura

Tradicionalmente, um dos cimentos mais utilizados na cimentação de núcleos e coroas tem sido o cimento de fosfato de zinco. Outros cimentos, como os cimentos ionoméricos e os ionoméricos modificados por resina, têm sido também utilizados na cimentação de núcleos e coroas, apresentando vantagens baseadas, principalmente, na sua capacidade de adesão às estruturas dentárias, baixa solubilidade e liberação de flúor, podendo atuar na inibição do desenvolvimento de cárie. Inicialmente indicados para a cimentação de próteses adesivas, os cimentos resinosos passaram a ser indicados para a cimentação de coroas, inlays/onlays e pinos de fibra. Porém, as diferentes formulações fornecidas pelos fabricantes e o grande número de marcas comerciais disponíveis dificultam a escolha do cimento pelo clínico. As diversidades técnicas tornaram difícil o seu manuseio, o que contribuiu para as variações em seu desempenho clínico e dificulta uma análise longitudinal criteriosa. O presente artigo tem como objetivo esclarecer ao clínico as variáveis envolvidas na cimentação adesiva, bem como auxiliá-lo em suas escolhas. A relação custo/benefício da cimentação adesiva deve ser analisada com cautela, e estudos clínicos controlados devem ser conduzidos para corroborar os dados laboratoriais acerca dos prováveis resultados clínicos em longo prazo.

Leia mais...

Otimizando a cimentação de facetas de porcelana

O estabelecimento da união entre o esmalte dentário e compostos resinosos ou cerâmicos levou ao crescente uso de restaurações com esses materiais, em particular das chamadas “facetas de porcelana”. Além da alta qualidade estética, permitindo mimetizar a forma e a cor do elemento dentário, as porcelanas são menos predispostas ao desgaste, ou seja, mais resistentes à abrasão, manchas e infiltração marginal. Porém, por se tratar de uma peça extremamente delicada e de pequena espessura, sua cimentação se torna um ponto crucial para o sucesso. Sendo assim, a coloração, viscosidade e manipulação do cimento são características que devem ser analisadas e consideradas, com cautela, previamente à realização do procedimento. A utilização de uma resina flow para esse propósito tem sido indicada na literatura, pois esse tipo de material apresenta excelentes propriedades físicas e mecânicas, que vêm a facilitar sua cimentação. Neste artigo, a resina flow será apresentada como material substituto ao cimento resinoso dual, ou de polimerização química, na cimentação de facetas, por meio de um caso clínico, exibindo sua praticidade e versatilidade como material restaurador.

Leia mais...

Abordagem multidisciplinar na reabilitação de incisivos superiores – relato de caso

A evolução das pesquisas, materiais e técnicas cirúrgicas busca resultados tanto funcionais quanto estéticos, no sentido de atingir um alto grau de excelência, conseguindo superar as exigências por parte dos profissionais e dos pacientes. No entanto, apesar de todos os avanços tecnológicos, permanece ainda um grande desafio, a reabilitação estética da região anterior, onde ocorre uma forte influência de forças segregativas. O conceito de planejamento reverso – onde o planejamento estético e protético é realizado previamente ao procedimento cirúrgico – e também a filosofia na qual a colocação estética do implante é guiada pela restauração devem estar sedimentados interdisciplinarmente. Isso possibilita trabalhos mais estéticos e funcionais, permitindo suporte e estabilidade dos tecidos peri-implantares a longo prazo. Neste contexto, este artigo descreve um caso clínico, numa abordagem multidisciplinar, desenvolvido de acordo com os conceitos atuais da reabilitação estética sobre implantes.

Leia mais...

Resolução estética de dentes com diastemas – 10 anos de proservação clínica

Diante de dentes com diastemas, localizados ou múltiplos, várias são as opções de tratamento estético passíveis de serem planejadas e executadas para a resolução clínica do problema, de forma isolada ou associada. A seleção do tratamento está na dependência da necessidade estética, da condição socioeconômica, da oclusão apresentada pelo paciente; do tempo disponível para realização do tratamento, bem como da competência e habilidade do cirurgião-dentista em planejar e realizar o tratamento. Dessa forma, ilustrado com a descrição de um caso clínico, o propósito deste trabalho é apresentar e discutir o emprego das resinas compostas na resolução estética de um sorriso com múltiplos diastemas, além de comprovar a efetividade do tratamento proposto e realizado após 10 anos de acompanhamento clínico.

Leia mais...

Faceta direta em resina composta: relato de caso

A restauração estética de dentes com alteração de cor e/ou forma tem sido, frequentemente, realizada com facetas diretas em resina composta, devido à maior conservação de estrutura dentária e à maior facilidade, quando se trabalha diretamente na boca, em se obter resultados satisfatórios do que quando é realizado um procedimento indireto isolado na região anterior. Nos dias atuais, as restaurações adesivas são muito utilizadas por sua praticidade, simplicidade e baixo custo, porém, a indicação e execução corretas da técnica é que definem o sucesso final do tratamento. O objetivo deste trabalho é apresentar um caso clínico em que se optou pelo facetamento direto em resina composta em um incisivo central superior que apresentava a coloração alterada devido a um traumatismo, que acarretou na necessidade de tratamento endodôntico, e à presença de uma faceta preexistente com manchamento intrínseco.

Leia mais...

Análise das propriedades físico-mecânicas e biológicas dos cimentos resinosos

A procura cada vez maior por tratamentos restauradores estéticos e a eficiência de união entre o dente e o material restaurador proporcionaram o desenvolvimento de inúmeras marcas comerciais de cimentos resinosos. O objetivo deste estudo foi realizar uma análise crítica sobre as propriedades físico-mecânicas e biológicas de diversos sistemas de cimentos resinosos, comparando-os entre si e também com outros sistemas de cimentos não-resinosos; com intuito de auxiliar os profissionais da Odontologia na correta seleção e indicação desses cimentos, o que poderá contribuir para um maior sucesso do tratamento protético.

Leia mais...

Técnica caseira de clareação dentária em Odontologia Restauradora Cosmética

Historicamente, a clareação dentária tem sido uma alternativa conservadora de tratamento para dentes com manchamento intrínseco. Desde a descrição da técnica de clareação caseira por Haywood e Heymann, em 1989, diferentes métodos têm sido utilizados para se obter a clareação dentária. Em função dos bons resultados estéticos, tem sido amplamente utilizada pelos cirurgiões-dentistas. A clareação dentária possui a vantagem de permitir a associação com as demais técnicas restauradoras estéticas e/ou cosméticas. O tratamento clareador vem sendo utilizado como uma das técnicas cosméticas mais comumente requisitadas pelos pacientes. Dessa forma, o objetivo deste trabalho é apresentar e discutir a técnica de clareação caseira, com a apresentação de casos clínicos.

Leia mais...

Integração multidisciplinar em Odontologia Restauradora Estética

Grande tem sido a evolução técnica dos trabalhos estéticos restauradores na Odontologia. Resultado esse obtido da evolução dos materiais dentários, do conhecimento técnico e da melhora na relação entre os clínicos e os técnicos de laboratório. A importância da interdisciplinaridade é demonstrada na resolução deste caso clínico. O planejamento integrado proporciona ao tratamento uma otimização e previsibilidade importantes para o sucesso de longo prazo.

Leia mais...

Veja as últimas edições:

EDIÇÃO – V19N1

Volume 19 | Número 1 | Jan / Abr 2022

EDIÇÃO – V19N2

Volume 19 | Número 2 | Mai / Ago 2022

EDIÇÃO – V19N3

Volume 19 | Número 3 | Set / Dez 2022

Publicação Oficial

Empresas Apoiadoras

Publicação Oficial

Empresas Apoiadoras