APOIO INSTITUCIONAL

Restaurações anteriores – bisel: até que ponto sua utilização é viável?

Edição V04N3  |  Ano 2007  |  Categoria: Artigo de Pesquisa  |  Página 24 até 33

Autores

Victor Grover Rene Clavijo, William Kabbach, Milko Villarroel, Marcelo Ferrarezi De Andrade, Maria Salete Cândido Machado

Resumo

Fraturas dos dentes anteriores na infância são comuns, algumas vezes o fragmento dentário está presente, sendo sua colagem indicada. Porém, nem sempre o fragmento está presente ou o mesmo perdeu propriedades ópticas. Diante dessa situação torna-se desafiador restaurar dentes fraturados pela técnica direta, ainda mais quando se procura preservar o máximo de estrutura dentária. No caso clínico apresentado será abordado um protocolo clínico para restauração direta com resina composta dos elementos dentários 11 e 21, que possuíam fraturas do terço médio, em um paciente jovem em que se optou por não utilizar-se bisel vestibular.

Palavras-chave

Como citar

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram
Share on print

Artigos relacionados: